Capão da Canoa - RS

Capão da Canoa - RS
Paz... Silêncio... Tranquilidade... Emoção...

segunda-feira, 6 de junho de 2011

DE CORAÇÃO PARA CORAÇÃO

O que separa corações não é a distância, é a indiferença.
Há pessoas juntas estando separadas por milhares de quilômetros e outras separadas vivendo lado-a-lado.
Muitas vezes nos importamos com o que acontece no mundo, nos sensibilizamos e pensamos até em fazer alguma coisa, mas nos esquecemos do que se passa ao nosso lado, na nossa casa, na nossa família e mesmo na vizinhança. Colocamos, sem querer, barreiras entre os corações que nos cercam. 
A indiferença mata lentamente, anula qualquer sentimento; e assim criamos distâncias quando estamos tão próximos. As pessoas se habituam tanto àquelas que convivem com elas que elas passam a não notá-las mais, a não dar mais importância. 
Mas, se quisermos transformar o mundo, comecemos por transformar a nós mesmos. Se quisermos entrar em combates para melhorar algo para o futuro, que esse combate comece dentro da nossa própria casa.
Precisamos olhar os que estão ao nosso lado sempre com olhos novos. Comunicar mais, destruir mais barreiras e construir mais pontes. Precisamos nos dar de coração a coração. 
A melhor maneira de acabar com a indiferença de uma pessoa em relação a nós é amá-la. O amor transforma tudo. 
Não permita que pessoas ao seu lado morram de solidão! Não permita que elas sintam-se melhor fora de casa que dentro dela! Dê atenção, dê do seu próprio tempo! Comunique-se! Assista menos televisão e converse mais. Riam juntos. Há quanto tempo você não diz para a pessoa que vive ao seu lado que gosta dela?
A gente não recupera tempo perdido. Mas podemos decidir não perder mais. 
Vamos amar os corações que nos cercam e tentar alcançar novamente aqueles que se distanciaram. Há sempre tempo para se amar. E se não houvesse, o próprio amor seria capaz de inventar.

Letícia Thompson

9 comentários:

Hanna disse...

Bem legal.

Vιctorια disse...

Professora, seu texto me emocionou,o que ele diz é realmente verdade, damos mais importancia a outras pessoas do que aquelas que nos realmente amamos,e realmente nos amam, aquelas que estão ao nosso lado sempre, isso é defeito do ser humano. Marcela e Carolini.

Josaine disse...

o texto e muito bom fala de um fato que nos cerca diariamente que e o fato de nao cuidarmos das pessoas que estao ao nosso lado e tentamos cuidar do resto do mundo.
Diego Borba , Guilherme , Henrique neves .301

- Silas disse...

Silas/ Léo da 302 lemos e achamos q fala a realidade,pois existe varias barreiras q nos cercam das pessoas em nossa volta...

daniieladelfino disse...

Oi querida e amanda professora ;p
Achei bem interessante todos os argumentos do texto, pois mostra que não devemos amar as pessoas por aparência, e sim pelo que elas demonstram, como afeto, carinho, confiança e solidariedade.

Por: Daniela Delfino Cavittione
Turma: 302

Magda disse...

Oi professora :)
Gostei muito de seu texto...
Fala que não devemos amar as pessoas pela aparência e sim pelo que elas são...
A pessoa pode ser feia mas pode ter um coração enorme,ser carinhosa,companheira,amiga,etc...
Temos que dar valor para as pessoas que estão do nosso lado sempre,nao horas boas e nas horas ruins.
BJS de sua aluna Natiele da turma 302...

daniieladelfino disse...

Olá professora Ana...
Este texto nos mostra o que somos, e as vezes o que fazemos, temos de mudar alguns comportamentos e levar a vida mais a sério, brigada por nos fornecer este texto!

Por; Dienifer O. Spidro♥

Diego disse...

o texto e muito bom pois fala de um fato que acontece diariamente em nossas vidas quando deixamos de cuidar das pessoas que estao ao nosso lado e começamos a "tentar" cuidar do resto do mundo e por muitas vezes esquecemos de dizer o quanto elas sao importante.

Aline disse...

Oi Sôra ^^
Vim aqui por que a professora pediu, como sou muito dedicada vou postar meu comentário ...uahshauh

Este texto da Letícia Thompsom diz tudo. Já conheço outros textos dela, simplesmente ela sabe muuuito.
O que me chamou mais atenção nesse texto foi a frase em que ela citou que as pessoas ficam tão habituadas àquelas que convivem com elas que passam a nao notá-las mais. Isto faz total sentido. Se pararmos pra refletir, veremos que isto é tão real. Quantas vezes deixamos de dizer um simples "eu te amo" pra nossa mãe, ou para nosso pai, porque estamos tão habituados a eles que não vemos necessidade de ficar falando o que sentimos por eles. Mas ah, pra eles é tão bom ouvir uma simples palavra de um filho, um simples elogio que seja. Não só os pais, qualquer pessoa que tem coração e que o usa, ficaria feliz em ouvir algumas palavras sinceras de corações amigos. Se quisermos transformar o mundo, comecemos por transformar a nós mesmos..
Grande Letíciaaa ^^

Aline Kensi 301
Beijos Sôra :D